Por Ana Angélica Mattos | Fotos: Agência Fotosite

O segundo dia de desfiles do Minas Trend levou para a passarela as coleções de inverno 2018 da BOBSTORE, a estreante LED, Ronaldo Silvestre, Chocker, Anne Est Folle e Manzan. Abaixo você confere todos os detalhes:

BOBSTORE

Na estreia de André Boffano e Sam Santos à frente do estilo da marca, a BOBSTORE apresentou uma coleção que promove uma verdadeira imersão nos códigos de estilo que formam sua identidade criativa. Conhecida por sua alfaiataria refinada e moderna, a dupla é um verdadeiro match made in heaven com a marca que sempre teve a alfaiaria e o tricô como protagonistas de suas coleções. Cores sóbrias como o bege, cinza se misturam ao mostarda, verde e vermelho, criando um equilíbrio de tonalidades. Nos acessórios, predominância de preto e caramelo. As grandes apostas da estação são os looks de alfaiataria que surgem em diferentes shapes, recortes e texturas. Fechando o desfile, a atriz Sophie Charlotte – garota propaganda da nova coleção da marca – cruzou a passarela com muito charme e simpatia.

LED

Sem dúvidas o destaque da noite foi o desfile da LED com sua coleção intitulada “Mixórdia”. A proposta das criações é questionar as rotulações e expressar a multiplicidade das composições buscando descontruir padrões. Os looks com diferentes modelagens e formas celebram a “bagunça” da marca, misturando linhos, plásticos, crochês e tramas, por exemplo. As cores passam longe do básico e reafirma esse distanciamento da neutralidade e fuga do óbvio.

RONALDO SILVESTRE

A coleção de Ronaldo Silvestre teve como ponto de partida o conto “Maio – A Perigosa Yara”. Inspirando-se na poesia de Clarice Lispector, nas linhas orgânicas estruturais da Vitória Régia e nas pinturas corporais indígenas, o estilista apresentou uma coleção atemporal que acompanha o movimento Slow Fashion aliando sustentabilidade e o hand made do artesanato mineiro. Nos looks, misturas de jeans e seda que se fundiam através de recortes, contornos e aplicações em viés que formavam texturas.  Em parceria com o coletivo (31), o estilista desenvolveu acessórios exclusivos, utilizando materiais orgânicos com banhos de metais nobres e fino acabamento.

CHOCKER

L’amore di Pierrot. O inverno 2018 da Chocker, que desfilou pela primeira vez no Minas Trend, mergulhou no universo dos papeis de carta da artista japonesa Mira Fujita, que ganhou popularidade nos anos 80 com sua pintura lúdica de Pierrots, Arlequins e Colombinas melancólicos, e o uniu à referências da cidade de Veneza, da indumentária circense da Commédia dell’Aerte e do movimento New Romantics. Na cartela têxtil, tecidos fluidos e estruturados como crepe silk, transparências, veludos, tules, rendas, jersey plissado, organzas e couros tecnológicos. Nas cores, um equilíbrio entre o sombrio e o luminoso trouxe uma cartela com preto, off White, grafite, azul acinzentado, rosé, nude, salmão, carne, pink, amarelo, bege e azul intenso. Nas estampas, Pierrots, Colombinas e Arlequins ilustrados à mão, o skyline de Veneza, grafismos abstratos, felinos e astros celestes. Destaque para os bordados com aspecto retrô e patchwork com mistura de tecidos estruturados e fluidos.

ANNE EST FOLLE

Na coleção de Anne Est Folle, o destaque fica por conta da estamparia forte criada à mão pela estilista Renata Manso e inspirada na arte, no design e na arquitetura. Na cartela têxtil, a mistura de tecidos nobres e mais encorpados como tweed resinado, tricô de cashmere e jacquard. Com o styling de Thais Mol, a mistura de capuz, tênis e pinturas faciais quebrou a delicadeza das estampas e criou um clima mais street urbano. Damos destaque aos broches coloridos que arremataram alguns looks e chamaram nossa atenção.

MANZAN

Em seu segundo desfile no Minas Trend, Manzan segue mostrando a que veio com uma moda festa nada óbvia e bastante moderna. Dessa vez sua inspiração foi o Boudoir dos anos 1930 e 1940, que em sua releitura atualizada traz à tona uma mulher sexy, inspirada e empoderada. Os looks vão dos mais trabalhados e delicados até o spotrwear contemporâneo e misturam moletons, corselets em crinol, tecidos leves e sofisticados, bordados e texturas. A renda Chantilly e o tule bordado – clássico – também estão presentes. Na palheta de cores, o rosé, marsala, cinza mescla, verde azualado e preto.

#ConexãoMinasTrend

Pin It on Pinterest