Por Ana Helena Miranda

Depois do Natal, é hora do comércio esvaziar os seus estoques. Saiba como fazer isto da melhor forma possível.

Foto Land Sky Travel

Os meses de dezembro e janeiro costumam ser uma ótima oportunidade para os varejistas esvaziarem seus estoques. Não à toa, shoppings e grandes redes aproveitam a época para investir nas famosas sales.  Embora o Natal deste ano não tenha atingido a meta esperada, a expectativa é que 2017 seja um ano positivo. Segundo pesquisa da Alshop, Associação Brasileira de Lojistas de Shopping, o total de vendas nestes centros comerciais diminuiu 9,1%. Este é o segundo recuo de vendas. Em 2015, o faturamento caiu em 8,7%. Apesar dos dados, acredita-se que as vendas voltem a subir em março de 2017, quando as coleções de inverno são lançadas pelo segmento do vestuário.

Vendas do segmento de vestuário diminuem

Entre os segmentos que mais sofreram com a crise em 2015 e 2016 estão, respectivamente, os móveis e artigos para o lar (-14,55%), tecnologia e comunicação (-12,21%) e eletrodomésticos (-10,33%). O vestuário teve queda nas vendas de 3,76%, seguido do setor de calçados (-3,29%) e joias e relógios (-2,82%). Perfumaria e cosméticos apresentaram uma leve alta, de 0,75%, o que não surpreende, já que o segmento trabalha com valores mais baixos.

Até o mês de março chegar e as vendas voltarem a crescer, a dica para os varejistas é baixar os preços do que ainda há em estoque. Mas só baixar os preços não adianta. Veja a seguir algumas iniciativas que devem acompanhar a promoção:

1 – Dê destaque ao produto em liquidação

Um espaço na vitrine ou mesmo uma exposição maior dentro da loja chamam atenção do cliente para a peça.

2 – Treine sua equipe

É essencial que os vendedores saibam as vantagens de se comprar aquela peça em promoção. Para incentivá-los, além da tradicional comissão de valor, vale também a por maior número de peças vendidas, já que os preços costumam ser mais baixos. O que significa para eles um maior esforço para vender um mesmo valor.

3 – Divulgue sua sale

Vale acionar o mailing de clientes, as redes sociais, assim como revistas e jornais. O objetivo é espalhar a notícia da melhor maneira possível.

4 – Faça um inventário do estoque

Antes de começar a promoção, o ideal é conhecer a fundo o que ainda há no seu estoque para assim saber melhor a porcentagem dos descontos dados.

5 – Não se atenha somente ao preço

Também funcionam estratégias como “pague um, leve dois” ou “compre e ganhe um brinde”.

Fonte: Luiz Stephan (Sebrae) e Maurício Morgado (FGV) – Folha de S. Paulo (26/12/2016)

Pin It on Pinterest